Seja Bem-Vindo a SB Ortoimplante

Ortodontia: confira 6 cuidados essenciais durante o tratamento

Ortodontia: confira 6 cuidados essenciais durante o tratamento

A ortodontia é o estudo e trabalho sobre a posição dos dentes, arcada dentária e sua saúde interligada com o corpo do paciente. Ela visa a melhoria tanto da parte estética quanto das funções que precisam ser normalizadas. Por exemplo, muitas vezes, as crises de enxaquecas podem estar relacionadas com a mastigação incorreta provocada por posicionamento errado dos dentes.

Algumas vezes, os dentes aparentam estarem alinhados para o paciente e para quem os vê. Porém, os exames radiográficos podem mostrar o mal posicionamento da arcada, que leva à outras consequências para a saúde do paciente. A ortodontia é, muitas vezes, ignorada por quem busca por outros especialistas para realizarem tratamentos que, na verdade, são ineficazes.

A ortodontia pode ser indicada para bruxismo, problemas com mordida, síndrome de ATM (disfunção temporomandibular) e, claro, estética, resolvendo casos, por exemplo, de diastema. Contudo, durante o tratamento ortodôntico é preciso seguir alguns cuidados. Veja alguns deles!

1. Cuide com a alimentação

Durante o tratamento ortodôntico, é muito importante seguir as recomendações médicas e evitar alguns alimentos — principalmente, após algum procedimento no dentista. Isso porque algumas comidas podem se tornar um problema durante o tratamento, como no caso de quem utiliza aparelho ortodôntico.

Os exemplos que podemos citar incluem alimentos que soltem fibras, como manga e pipoca; que grudam, como balas carameladas e doces; e outras que são duras e exigem mais esforço na hora da mordida, interferindo em toda a musculatura e parte óssea.

Contudo, isso não significa que você nunca poderá comer alguns dos seus alimentos preferidos enquanto não acabar o tratamento. É preciso ter ponderação, controlar a frequência com que come, a quantidade e, como falamos, evitar ingeri-los em momentos que os dentes estão mais sensíveis.

2. Tenha uma boa higiene bucal

A higiene bucal deve ser a regra número um de quem começa um tratamento ortodôntico. Caso a pessoa passe um dia sem seguir as recomendações de uma limpeza adequada, ela sentirá o efeito negativo imediatamente, muito mais rápido do que algumas pessoas que não estão no mesmo processo.

Para seguir corretamente uma higiene bucal, é preciso ter em mente que esse é um novo passo na rotina. Será necessário adquirir um kit com itens de higiene bucal para facilitar a limpeza logo após se alimentar.

Esse kit deve incluir escova especial, fio dental, pasta de dentes e um enxaguante bucal sem álcool. Usar todos esses produtos se tornará mais fácil após os primeiros dias, quando já haverá criado um hábito.

3. Faça sempre uma escovação correta

A escovação correta dos dentes é uma atividade que nem todos seguem, especialmente quem não faz nenhum tratamento dentário — e isso pode prejudicar a saúde bucal. Escovar cada dente por todos os seus lados deve ser uma atitude priorizada por todos, especialmente por quem usa aparelho ou faz qualquer outro tratamento.

Evite deixar restos de comida, pois eles podem acumular nos braquetes e fio, causando manchas, gerando bactérias e, em casos mais sérios, só conseguem ser removidos com auxílio do ortodontista. Além disso, a não limpeza da parte posterior dos dentes pode resultar na placa bacteriana e, então, no tártaro — tornando-se um problema a mais para ser tratado.

A escovação da língua também é necessária no momento da limpeza. Nela, ficam os restos de alimentos que podem causar, além do acúmulo de bactérias para a boca, mau hálito e afta. Ela pode ser escovada por último, mas precisa ficar o mais limpa possível ao fim do processo.

4. Tenha atenção com o fio dental

O fio dental deve ser usado antes e depois da escovação, de modo a garantir a remoção total de qualquer vestígio de comida e açúcar entre os dentes. No entanto, é preciso ter cuidado com a força que se emprega na hora de passá-lo, pois, pode machucar a gengiva caso não seja usado suavemente.

Ele também deve ser usado entre os braquetes com o fim de remover restos de alimentos — sejam mais visíveis ou não, como é o caso de sais e açúcar. Também é necessário mais cautela na hora de limpar essas peças, pois o fio dental não pode enroscar e nem pode ser exercida pressão, para que não prejudique o aparelho.

Existe um modelo de fio dental próprio para quem usa aparelho ortodôntico. De qualquer forma, peça para seu dentista explicar para você a forma correta de limpar o seu tipo de aparelho e siga as instruções à risca.

5. Use cera ortodôntica

A cera ortodôntica é um produto descartável usado para aliviar o incomodo causado pelo atrito entre o aparelho e a mucosa bucal — especialmente nos primeiros dias de uso e após uma manutenção. É comum que haja leves machucados nas regiões internas das bochechas, pois sua pele de proteção é extremamente fina.

Essa massinha, que é aplicada sobre o braquete que está causando o incômodo na mucosa, ficará em contato com a boca e suas bactérias naturais, mas também entrará em contato com alimentos de bebidas. Por isso, é extremamente importante trocar o produto por um novo sempre que fizer uma higienização bucal.

6. Não mexa quando não for necessário

O aparelho é um corpo estranho no organismo e, a nossa primeira reação, é encontrar formas de mexer nesse objeto. A maioria dos usuários criam o costume de passar a língua sobre ele, mesmo que inconscientemente. No entanto, essa é uma atitude que pode ser prejudicial para o aparelho, para o tratamento e também para a língua do paciente, que pode ficar lesionada.

A indicação é, portanto, que se mantenha a língua em seu estado normal, use a cera quando sentir algum incômodo e mexa no aparelho somente quando for necessário: na hora da higienização. É importante lembrar também que as mãos devem ser lavadas antes de fazer a limpeza bucal. Não se deve mexer no aparelho com os dedos após tocar em outros objetos, já que são levadas bactérias à boca nesse ato.

A ortodontia é uma área que ganhou diversas inovações conforme novas tecnologias chegaram. E hoje, é possível ter diversos tipos de aparelhos e tratamentos ortodônticos para cada caso, se diferenciando dos tempos antigos, em que havia poucas e desconfortáveis opções.

Agora que você sabe os cuidados com um tratamento ortodôntico, veja também qual o tipo de aparelho para o seu caso.

Compartilhar:

Leave comment