Seja Bem-Vindo a SB Ortoimplante

Apneia do sono: saiba como parar de roncar e evite problemas para dormir

Apneia do sono: saiba como parar de roncar e evite problemas para dormir

Apneia do sono: saiba como parar de roncar e evite problemas para dormir

Roncar durante a noite é um tipo de problema que atinge milhares de brasileiros, causando grande incômodo para quem está por perto. O barulho é causado pela vibração dos tecidos da garganta durante a passagem de ar. Segundo o Ministério da saúde, cerca de 50% da população brasileira reclama por ter má qualidade de sono.

Além de gerar reclamações entre os casais e ser uma situação constrangedora, o ronco também pode afetar a saúde do paciente. Especialistas afirmam que o ronco pode estar relacionado a diversas doenças, entre elas, apneia do sono, problemas cardíacos, obesidade e até mesmo diabetes.

Excesso de peso, uso de drogas ou álcool e respiração pela boca podem agravar a intensidade do ronco. Para evitar complicações, o melhor caminho é sempre buscar ajuda de um profissional.

Na odontologia, muitos dentistas indicam o uso de placas para os pacientes que roncam. Como o ronco diminui a produção de saliva e deixa a boca mais seca, é importante tratar casos de gengivite e outras doenças bucais causadas por bactérias.

Você já ouviu falar de apneia do sono?

A apneia do sono é um distúrbio que traz mais preocupações do que o ronco. O problema é caracterizado por pausas respiratórias de até dez segundos, causadas pelo relaxamento excessivo da estrutura da garganta enquanto a pessoa dorme.

Quando essas pequenas paradas respiratórias acontecem durante o sono, é normal que o paciente desperte várias vezes e fique mais cansado durante o dia. Isso acontece porque o cérebro recebe a informação de algo está errado, já que há uma redução significativa na oxigenação sanguínea, fazendo a pessoa despertar rapidamente. O paciente fica com a sensação de que não dormiu bem.  É comum também haver um ronco mais alto após cada pausa respiratória, como se a indivíduo estivesse retomando os sentidos.

Queixas mais comuns

As queixas mais comuns em quem sofre de apneia do sono são sonolência diurna, dificuldade de concentração, cefaléia matinal, falta de memória e irritabilidade. Pesquisas afirmam que quem sofre com esse problema tem até 30% de chances a mais de sofrer com AVC (Acidente vascular cerebral) ou infarto.

Os sintomas também incluem sono agitado, movimentação excessiva na cama e ronco alto em períodos alternados.

A sonolência excessiva causada pelas noites mal dormidas pode levar a acidentes de trânsito. Há ainda o risco de paradas respiratórias e até cardíacas durante o sono.

Powered by Rock Convert

Fatores de risco

Todas as pessoas podem apresentar o problema, independentemente da idade, sexo ou estilo de vida. No entanto, é comum que homens acima dos 50 anos sofram com apneia com mais frequência. Mulheres são mais propensas a desenvolver a doença quando estão acima do peso ou na fase da menopausa.

Outros fatores de risco incluem:

  • Excesso de peso
  • Estreitamento das vias aéreas
  • Histórico familiar de ronco ou apneia do sono
  • Consumo abusivo de álcool
  • Uso sedativos ou tranquilizantes
  • Dificuldades de respirar pelo nariz, principalmente em casos de crises alérgicas ou resfriados

Como é feito o diagnóstico?

Antes de indicar o melhor tratamento, o profissional de saúde precisa entender os sintomas do paciente por meio de exames clínicos e análise do seu estilo de vida. O dentista ou médico vai avaliar os fatores que possam estar relacionados ao ronco e às interrupções do sono durante a noite.

Geralmente, o especialista faz um exame intrabucal para verificar os fatores anatômicos da garganta e das vias aéreas. É preciso observar os tecidos moles na faringe, a língua e a desproporção maxilo-mandibular.

Outro exame muito comum é a polissonografia, que serve para monitorar o sono do paciente de forma mais detalhada. O procedimento exige que a pessoa passe uma noite em uma clínica especializada, sendo supervisionado por um técnico e por equipamentos específicos. Com esse exame é possível contabilizar o número de apneias durante o sono e a intensidade de cada uma.

A polissonografia trará dados sobre a atividade cerebral do paciente durante o sono, respiração e sinais indicativos de relaxamento muscular, movimentos corporais (pernas, braços, tronco) e batimentos cardíacos.

Tratamento na odontologia

Existem diversos tipos de tratamento para o ronco e para a apneia do sono. Tudo vai depender da gravidade de cada caso. Quando o problema ocorre pelo estreitamento da passagem de ar pela garganta, uma possibilidade é usar aparelhos intraorais durante o sono.

Esse aparelho puxa mandíbula para a frente, facilitando a passagem de ar pelas vias
respiratórias e evitando a apneia. O acessório é feito sob medida, tem fácil adaptação e não causa desconforto no paciente. Na odontologia, também é possível recorrer a cirurgias de avanço da maxila e mandíbula.

Se o dentista identificar que o problema está relacionado a doenças cardiopulmonares ou respiratórias, ele pode encaminhar o paciente para outros profissionais, como um
otorrinolaringologista. Caso a doença esteja relacionada com o excesso de peso, pode ser necessário o acompanhamento de um nutricionista.

Se você sofre com ronco ou com apneia do sono, procure tratamento. Não perca qualidade de vida ou passe o dia sonolento por conta desses problemas. É possível encontrar uma solução e ter uma vida mais saudável, como noites bem dormidas e mais disposição!

Compartilhar:

Beatriz Senne de B. Novais

Beatriz Senne de B. Novais

Autora do Blog da SB ortoimplante | CRO 35323 | Reabilitação Oral - PUC RJ | Harmonização Orofacial (Membro Sbti) | Especializada em odontologia do Sono.

Comentário em "Apneia do sono: saiba como parar de roncar e evite problemas para dormir"

  1. […] várias causas para o sono conturbado, mas trataremos especificamente sobre duas neste artigo: o ronco e a apneia do sono. Se o seu sono é afetado por algum desses problemas e você quer saber como dormir melhor, […]

  2. […] é essencial para o bem-estar de qualquer indivíduo. As pessoas que têm problemas como ronco ou apneia do sono não conseguem ter um sono de […]

  3. […] pessoas querem descobrir como parar de roncar porque a barulheira está incomodando terceiros, mas o que pouca gente sabe é que, além de gerar […]

  4. […] você quer entender mais sobre a apneia do sono, continue a leitura. Neste texto explicamos o que causa a apneia, quais são os sintomas da doença […]

Leave comment

Postado em 5 de setembro de 2018, por beatrizbritto.